Conferência | Os Refugiados e os Media: entre estigma e hospitalidade | 22 de Fevereiro |14.30h | Auditório Isidro Alves

Apresentação

O professor Carlos Arcila Calderón (Universidade de Salamanca) e a jornalista Cândida Pinto (RTP) analisam, na terça-feira 22 de fevereiro, a partir das 14h30, na UCP-Braga, a representação dos refugiados no contexto europeu.

Professor associado do Departamento de Sociologia e Comunicação, Carlos Arcila Calderón é investigador principal do projeto Preventing Hate Against Refugees and Migrants (PHARM) e membro do projeto H2020 Enhanced migration measures from a multidimensional perspective (HumMingBird), ambos financiados pela União Europeia. É ainda membro do Observatorio de Contenidos Audiovisuales (OCA) e editor do Anuario Electrónico de Estudios en Comunicación Social “Disertaciones”.

Depois de passagens pela TSF e RTP – onde regressou em 2018 –, a jornalista Cândida Pinto afirmou-se como repórter na SIC (1992-2018), tendo coberto os conflitos da Guiné (1998), Kosovo (1999), Afeganistão (2001), Timor (2001) ou Líbia (2011), entre outros. Em 2010, a reportagem “Eu e os meus irmãos” sobre as crianças moçambicanas que perderam os pais, vítimas de sida, venceu a 12.ª edição do prémio AMI – Jornalismo contra a indiferença. Realizou ainda em 2021, com Daniel Mota, o documentário “No chão que eles pisam”, no qual é retratada a vida de jovens refugiados da Síria e do Afeganistão no nosso país.

Coordenado pelos docentes Rui Novais e Manuel Antunes da Cunha (Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais), o evento enquadra-se na linha de pesquisa sobre hospitalidade do Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos (CEFH), com financiamento da FCT.

Os trabalhos têm lugar no auditório Isidro Alves, na rua de Camões.

A entrada é livre.